E aí, você se sente especial com relação às outras pessoas?

 

half

 

Não se preocupe, se você tem entre 17 e 30 anos, isso é bem possível. Mas tenho péssimas notícias, você não é especial e único no mundo!

Você é da geração Y!

Esse problema que temos de achar que somos diferentes, está no nosso subconsciente, fazendo com que você, eu e quem mais estiver nessa faixa etária pense naturalmente que tem algo de especial em si. Tá, pode até ser, mas é um em um milhão.

Paul Harvey, um professor da Universidade de New Hampshire e especialista no comportamento da Geração Y, descobriu em suas pesquisas que essa geração tem “expectativas irreais e uma forte resistência para aceitar feedback negativo”, e “tem uma visão inflada de si mesma.” (Por isso nos achamos mais cools que os outros).

E essa infelicidade que te aflige? Qual o sentido do mundo? Tenho que viver nesse sistema mesmo; de casa, trabalho, faculdade?

Essa nossa confusão “mental’ ou perguntas que nos deprimem também tem explicação, Paul diz que “não ter expectativas satisfeitas é uma grande fonte de frustração para as pessoas com esse forte senso de merecimento. Elas muitas vezes se sentem como detentoras do direito a recompensas que não estão em conformidade com a sua real capacidade e níveis de esforço, e por causa disso, eles podem não conseguir obter o nível de respeito e recompensas que estão esperando. “

E então começamos a nos frustrar e questionar inúmeras coisas, com essa criação de expectativa e ego inflado. No momento em que nos deparamos com algo que não deu certo, nosso mundo acaba! Falando de forma generalizada é claro.

Tipo: Expectativa :B – Realidade 🙁

tumblr_inline_mtl331zW5F1rghou3

Eu sei, todo mundo vai ficar irritado com esse texto e dizendo para si mesmo: EU SOU ESPECIAL SIM! Eu também pensei isso quando li informações a respeito desse  comportamento e fiquei furiosa com o cara que escreveu isso. Mas tudo bem, eu sei que eu sou especial, HAHA.

E para uma das nossas perguntas mais atormentadoras (Qual é o sentido do Universo? Dessa minha vida chata?) um  trecho do poema de Luis Fernando Veríssimo – Insônia:

“O terrível não é que as coisas não têm sentido, é que não precisam ter sentido. O único consolo pela nossa mortalidade, que também não é nossa , é que ela nos desobriga de entender o Universo . Assim é melhor. Todo mundo morre, os ossos encontram finalmente, sua melhor posição, morrer é nunca mais se queixar da coluna – e as coisas ficam na sua, sem explicações.”

 

Fontes: http://agorasim.blog.br/por-que-os-yuppies-da-geracao-y-se-sentem-infelizes/ ( o cara que eu xinguei, porque levei pro pessoal).

 

su-mignoni