De tudo um pouco

Falando sobre o célebre “Lobo de Wall Street”

Foto: Divulgação/ Google

images

Foto: Divulgação/ Google (Acima, o verdadeiro Jordan Belfort).

 

Enquanto alguns sonham em ter uma vida como a de Jordan Belfort, de o “Lobo de Wall Street”, outros criticam o fato de ser colocado em evidência e de uma forma positiva, alguém que abusava do uso de drogas, vivia em relações promíscuas, ganhou fortunas manipulando pessoas e esbanjava o seu dinheiro com festas, carros, prostitutas e futilidades.

Levando em conta que Jordan Belfort não foi o primeiro e provavelmente não será o último sujeito a ter tirado proveito de terceiros através de práticas “duvidosas” para o seu próprio benefício, a questão que fica é: “o que fez com que as pessoas se interessassem tanto pela sua história, a ponto de o livro “O Lobo de Wall Street” ter se tornado um bestseller e ter chamado a atenção inclusive de grandes produtores para o desenvolvimento de um filme baseado em sua vida?”

Quem leu o livro ou mesmo viu o filme, possivelmente já deve saber a resposta. A questão é que, por mais danos e prejuízos que Jordan Belfort possa ter causado à diversas pessoas, deve-se admitir que, de certa forma, ele é um cara um tanto inspirador. Afinal, logo após perder o seu emprego em Wall Street e iniciar em Long Island, já na sua entrevista, Belfort conseguiu ganhar o respeito e a confiança de seus colegas de trabalho e de seu chefe quando em seu teste admissional vendeu uma ação que para a empresa, tratava-se de um valor exorbitante.

Passado um tempo, Belfort conseguiu ainda aumentar o crescimento da companhia quando ensinou suas técnicas de venda ao restante da equipe. Posteriormente, já com uma fortuna avaliada em US$8 bilhões, Jordan Belfort foi condenado por fraude e lavagem de dinheiro e teve de cumprir 22 meses de prisão, além de ser obrigado a pagar U$110 milhões às suas vítimas.

Apesar disso, após cumprir a sua pena, o ex-corretor tornou-se um treinador de vendas consideravelmente disputado. Seus cursos com duração de duas semanas e cujo custo chegam até U$2.000,00 (R$4.770,00) despertou o interesse de várias pessoas.

Um dos slogans pouco modestos inclusive o qual Belfort utiliza para atrair o seu público é: “Satisfação garantida ou seu dinheiro de volta em até 30 dias. Não há risco”.

Quanto aos alunos que frequentam os cursos de Belfort, devem apenas estar cientes em como irão aplicar as técnicas de persuasão aprendidas em aula e caso por algum deslize acabem cometendo os mesmos erros do Lobo de Wall Street, que tenham em mente que “o destino” pode lhes reservar também uma vaga em uma confortável cela de prisão.

 

Fontes:

http://ads.tt/VVDK

http://ads.tt/VVDM

http://ads.tt/VVDN

Sobre a autora

Bi Girotto

Bi Girotto

Estudante de Comércio Internacional, aspirante a filósofa nas horas vagas, séria e sorridente, corredora por hobby, imaginativa, enérgica e levemente abobada. Peculiar.

Novo Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Quem somos

Taline e Priscila, amigas gaúchas que através do Mélanges querem dividir suas opiniões sobre moda, filmes, séries, gastronomia e mais um pouco de tudo que gostam e conhecem a respeito.

Destaques

Publicidade