Viagem

Aeroportos e seus viajantes

aeroportos

Nas minhas viagens “forever alone” acompanho o comportamento humano. Ontem li a crônica da Martha Medeiros : “Um Universo chamado Aeroporto” onde ela coloca seu ponto de vista sobre aeroportos. Ela comenta sobre os encontros, as despedidas, os reencontros, choros, sorrisos,… concordo com ela em quase tudo.

Para Martha Medeiros e muitas outras pessoas, aeroportos são provocadores de impaciência e cansaço. Mas para mim, não.

Primeiro, gosto de estar em aeroportos pois é sinal de que estou indo conhecer, passear, visitar, trabalhar em algum lugar que vai sair do meu cotidiano, vai sair do “monótono” dia-a-dia/ zona de conforto. Também gosto da sensação de contar os dias para voltar para casa e ver as pessoas que amo.

Se fico horas esperando, acho algo para fazer… visito lojas, durmo, assisto televisão, jogo no celular, leio,… Já no voo, eu durmo: fator determinante. Não sei porque, mas sento no banco do avião e já estou dormindo…

Sou fascinada pela ciência ser capaz de fazer algo daquele peso e tamanho voar com tanta leveza. E as nuvens são tão incríveis, vocês não acham?

Agora, tudo seria tão perfeito se não existissem pessoas tão “pessoas” povoando os aeroportos e aviões. Para quem não me conhece pessoalmente, quando alguém faz alguma coisa que me provoca desgosto, a minha simples definição para esse tal alguém é “PESSOAS”. Digo isso, pois tem muita gente que me faz pensar nessa definição nestes locais… Quer saber por que? Veja bem…

1. Se você quer jogar no seu celular, fique a vontade, eu também faço isso. No entanto, ninguém precisa ficar ouvindo a musiquinha que seu jogo tem.

2. Se você mora em uma cidade que, como a minha, pode ter problemas devido ao tempo para decolar e seu voo tiver que ser trocado de aeroporto ou cancelado, aceite de boca fechada. Se não vai decolar porque nevou no dia anterior, é para a SUA segurança! Não fique xingando a companhia aérea… isso é idiotice.

3. Se alguém disser “Vamos iniciar o embarque pelas prioridades” e você não se enquadrar nas prioridades não seja trouxa de se meter na frente… os lugares no avião são marcados, não vai mudar nada você entrar por primeiro ou por último…espere sua vez.

4. Se você optou por utilizar o carrinho para carregar as malas, saiba dirigi-lo! Não é legal a cada passo que andar na fila, bater com ele na pessoa da frente….

5. Você deve respeitar o espaço alheio. Colocar os pés entre os bancos da sua frente no voo, só atrapalha a pessoa que está viajando com seu pé ao lado.

6. Ouvir música no fone de ouvido, com volume máximo, pode ser até bom para você (que vai ter uma surdez precoce) mas para a pessoa ao seu lado tentando dormir, ler, ou só pensar na vida, não é legal!

7. Não recline seu banco antes do momento exato permitido para isso. Se você o fizer, a pessoa de trás vai ficar com a cara na sua cabeça, já que nossos aviões tem um espaço minúsculo para cada pessoa.

8. Siga as regras. Se dizem “Permaneçam sentados com cintos afivelados pois iremos pousar” não levante! Seja consciente, é para seu bem e todos nós que estamos no voo.

9. Principalmente NÃO ESQUEÇA QUE VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO viajando.

 

Tags

Sobre a autora

Pri Kuwer

Pri Kuwer

Gaúcha, estudante de ADS, eclética, fashionista intitulada, sonhadora e feliz!

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

  • É Pri, o problema de hoje em dia é que a maioria das pessoas estão intolerantes e egoístas, não se preocupam mais com as pessoas ao redor e acham que o mundo gira em torno deles… Temos grandes exemplos no trânsito tb… Infelizmente, não sei onde iremos parar… =/

    Mto legal o post! =)

Quem somos

Taline e Priscila, amigas gaúchas que através do Mélanges querem dividir suas opiniões sobre moda, filmes, séries, gastronomia e mais um pouco de tudo que gostam e conhecem a respeito.

Newsletter



Destaques

Publicidade