Antigas

>3 em um! Filmes indicados pelas soberanas!

>

As Soberanas da Festa da Uva 2012 indicaram um filme cada.  Vamos falar um pouquinho sobre eles! 
A rainha Roberta indica “O cisne Negro”, a princesa Kelin “A vida é Bela” e a princesa Aline “A procura da Felicidade”























Cisne Negro 


Em primeiro lugar, é importante ressaltar que, apesar do início da história nos induzir a pensar
isto, este filme não tem o objetivo de mostrar a sensibilidade e perfeição das bailarinas
clássicas. Muito antes pelo contrário.


O filme Cisne Negro retrata a vida de Nina Sayers, uma jovem bailarina profissional de Nova
York, que tem a sua vida dedicada exclusivamente ao seu trabalho, ou seja, ao ballet clássico.
O teatro ao qual ela pertence irá reestrear o famoso ballet “O lago dos cisnes”. Nina, assim
como todas as suas colegas, deseja ser a grande solista do espetáculo, aquela que interpretará
o inocente cisne branco e o sedutor cisne negro. Para ela, o lado obscuro do cisne é um grande
desafio, especialmente devido a super proteção de sua mãe, que ainda a trata como uma
ingênua criança.


Apesar das adversidades, ela ganha o papel – e junto com ele um problema que irá destruir
a sua vida. Devido a extrema pressão externa e principalmente interna sofrida pela bailarina,
uma doença incurável chamada esquizofrenia passa a se manifestar. O quadro se agrava
quando Nina começa a suspeitar que a novata Lily quer roubar o seu papel. Lily seria a
personificação do cisne negro.


Em busca da atuação perfeita, a doce Nina irá enlouquecer tentando incorporar a ingenuidade
do cisne branco e a maliícia do cisne negro. A bipolaridade dos personagens passará a
dominá-la não somente nos ensaios, mas também em sua vida pessoal. E a mania de
perseguição típica desta doença não a deixará em paz.


O filme é uma mistura de realismo, fantasia, suspense, tragédia …e muita tensão. Embalado
pelas fortes e tocantes músicas de Tchaikovsky, ele conta com a impecável atuação da atriz
Natalie Portman, que em 2011 ganhou o Oscar de melhor atriz pela espetacular interpretação
realizada por ela no papel de Nina.


E como na maioria das grandes obras, não poderia faltar um trágico e emocionante grand
finale.


Por Alana Bof




A vida é Bela




Filme italiano maravilhoso, dirigido e protagonizado por RobertoBenigni.
Este filme foi produzido em 1997 e encanta a todos que o assistem atéhoje. 
A história se passa na Itália durante a segunda guerra mundial. E mostrauma linda familia de Judeus ser destruída pelo nazismo alemão.
O filme é dividido em duas partes, no começo mostra Guido fazendo detudo para conquistar Dora (Nicoletta Braschi), mulher pela qual se apaixona eserá sua futura esposa mãe de Giosué (Giorgio Cantarini).
Essa primeira parte é cheia de cenas românticas e engraçadas ao estilocomédia escrachada.
A outra parte do filme é quando começa o drama, Guido e Dora já são umafamilia com o seu filhinho de 5 anos, e vivem uma triste tragetória.  Guido por ser Judeu é mandado junto com seu filho para o campo de concentração, elogo em seguida Dora, que apesar de não ser Judia, vai por opção, para ficarjunto do marido e do filho. O restante do filme é todo passado no campo deconcentração, Guido cria um mundo de fantasia onde finge para seu filho quetudo o que está acontecendo ao redor deles faz parte de um jogo. Esse filmemostra uma linda lição de vida, onde um pai tenta esconder do filho o pesadeloe o horror que é a guerra, através de brincadeiras e de seu imenso amor.

O filme ganhou o Oscar nas categorias : melhor ator (Roberto Benigni),melhor filme em língua estrangeira e melhor canção original. E foi indicado emmais quatro categorias.
Minha opinião sobre o filme: É um de meus preferidos, quem não assistiuainda, precisa assistir.
Essa  história emocionante  nos mostra o mais verdadeiro amor de um paipor seu filho, que a todo momento máscara uma situação terrível com jogos.Fazendo seu filho acreditar que tudo não passa de uma brincadeira e que nofinal irá ser recompensado. Esse é aquele tipo de filme que você precisa ver em algum momento de sua vida.
 E mostra que não importa o quãohorrivel possa ser uma situação, aos olhos de uma criança ela pode ser encaradade uma forma boa.
Muito lindo, faz pensar, e até mesmo chorar nas cenas mais emocionantes.


Por Carol Tomassini

A Procura da Felicidade



Neste filme protagonizado por Will Smith, Chris Gardner – seu personagem – é um pai de família que passa por problemas financeiros. Apesar de tentar manter a família unida, sua esposa decide deixa-lo. Ele passa por diversos empregos e enfrenta dificuldades para cuidar de seu filho, que é interpretado por Jaden Smith (filho na realidade de Will). Os dois têm que dormir em abrigos, estações de trem, banheiros, e mesmo assim, nunca perdem a esperança de que dias melhores virão.

Um longa triste, realista e muito tocante. Gostei do filme, e acredito que ele passa uma mensagem muito boa para todos.
Porém, na minha humilde opinião, ele é dramático de mais! Pode ser que pessoas vivam esta realidade, mas não acredito que eles tenham passado da maneira certa. Não considero um filme de inspiração para mim. Como disse, esta é minha opinião.

Por Pri Kuwer

Sobre a autora

Pri Kuwer

Pri Kuwer

Gaúcha, estudante de ADS, eclética, fashionista intitulada, sonhadora e feliz!

4 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

Quem somos

Taline e Priscila, amigas gaúchas que através do Mélanges querem dividir suas opiniões sobre moda, filmes, séries, gastronomia e mais um pouco de tudo que gostam e conhecem a respeito.

Newsletter



Destaques

Publicidade